Dependendo da preparação de um negócio, candidatar-se a um empréstimo comercial pode ser um processo difícil ou suave, dependendo do quão preparado um empresário é. E como o dinheiro que alguns programas de empréstimo têm é limitado, e pode esgotar-se rapidamente, quanto mais cedo um empresário conseguir reunir a papelada necessária para aplicar, mais rápido eles podem receber uma resposta sobre se podem garantir um empréstimo. Além disso, quando um negócio é preparado, o credor terá uma imagem clara das finanças do negócio no início do processo, o que pode encurtar o processo de candidatura. Listados abaixo estão alguns dos documentos mais comuns que um credor pode precisar, e que são bons para ter sempre à mão.

Extratos Bancários

A estabilidade e a história de um negócio podem ser vistas através de uma coleção de extratos bancários do negócio. Esta informação também mostra como o dinheiro foi gasto, o que pode ser importante para certos programas de empréstimos.

Declarações fiscais

Normalmente, são solicitados três anos de declarações fiscais federais. No entanto, se uma empresa não estiver em funcionamento há tanto tempo, serão necessários menos retornos.

Demonstração Financeira Pessoal

Este documento resume os ativos e passivos da pessoa que se candidata ao empréstimo comercial. Os ativos são o que o requerente detém, por exemplo, um veículo, ou um terreno. As responsabilidades são despesas ou empréstimos que o requerente pode dever dinheiro, por exemplo, a uma hipoteca da casa. Os rendimentos de um requerente são tidos em conta na demonstração financeira pessoal. Os ativos, passivos e o património líquido do requerente são todos considerados no processo de aprovação do empréstimo.

Demonstração de Resultados

Este é um resumo das receitas e custos de uma empresa para fazer negócios. A demonstração de resultados reflete se uma empresa pode gerar lucro, quer aumentando as receitas, quer/ou reduzindo as despesas.

Balanço

Um balanço mostra como as finanças de uma empresa estão a correr a partir de uma determinada data. Reporta todos os ativos, passivos e capitais próprios. O capital próprio é a quantia de dinheiro que os proprietários de uma empresa investiram no negócio.

Plano de Negócios

O plano de negócios identifica tendências e coloca na escrita como e por que o negócio vai ter sucesso. É uma forma de comunicar com quem o lê porque devem confiar neste negócio em particular.

Licenças de Negócios

As licenças de negócio mostram a um credor como o negócio é estruturado. Por exemplo, um negócio pode ser um LLC, um S-Corp, uma propriedade única, ou uma organização sem fins lucrativos. Estas são todas as maneiras diferentes que o governo reconhece um negócio. Há regras diferentes para cada um.

Os contabilistas ou contabilistas são especialistas em juntar este tipo de documentos para ajudar as empresas a candidatarem-se a empréstimos empresariais. Em alternativa, existem pacotes de software e websites que as empresas podem pagar para gerar os documentos de empréstimo necessários. Muitas vezes, haverá organizações comunitárias que ajudam as pequenas empresas que querem pedir um empréstimo empresarial.

Ao candidatar-se, não se esqueça de pedir uma lista de todos os documentos que o credor ou programa precisa para processar o empréstimo. Tenha em mente que itens adicionais podem ser solicitados durante o processo de empréstimo. Pergunte sobre quaisquer prazos que o credor tem para que a papelada seja entregue e comprometa-se com esse prazo. Se tiver de faltar um prazo, antecipe-o com antecedência e fale com o credor. Mantenha toda a papelada organizada e segura – estes são documentos privados que só devem ser partilhados com fontes fidedignas.

Com um pouco de preparação antecipada, os empresários podem desfrutar de uma experiência suave ao solicitar um empréstimo comercial. Não só a informação revela uma imagem completa das finanças de uma empresa para o credor, como o negócio chegará a uma compreensão clara da sua própria saúde financeira.